...e os sonhos? eram só sonhos...e a vida? a vida continua... e eu? eu sobrevivi...
...obrigada por afagar, com seu olhar e seu carinho meus escritos...

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Triste assim...





...as palavras fogem dispersas
e as rimas, ariscas, se escondem
nas esquinas sombrias do desencanto

...e os poemas não mais amanhecem em mim...
(ania)


3 comentários:

  1. A maior tristeza de um poeta é quando a poesia se cansa, e a inspiração não amanhece.
    Mas a poesia é viva! Acalma-te, que hora ou outra, ela se inquieta, flui e transborda.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ania, teus versos, tua poesia por menores que sejam invade os cantinhos da nossa alma, inspiram reflexões.
    Grata pelas tuas lindas palavras.
    Um beijo!

    ResponderExcluir

Seu comentário afaga minha alma...obrigada!